| Leia o tempo: 4 atas | Casos e Investigações | Hedge Fund | Notícias e Artigos |

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) são sociedades de investimento registradas como fundos mútuos cujas ações são negociadas em uma bolsa de valores.

As ações de ETF normalmente são negociadas ao longo do dia a preços estabelecidos pelo mercado, da mesma forma que as emissões de ações ordinárias.

Os ETFs podem proporcionar aos investidores uma forma líquida, de baixo custo e eficiente em termos fiscais para obter retornos similares a um índice de ações diversificado como o S&P 500 e o Russell 2000.

Entretanto, os ETFs se tornaram mais complexos nos últimos anos. Wall Street, em seus esforços para gerar mais lucros, criou inúmeros ETFs que utilizam alavancagem e se concentram em setores de mercado mais estreitos, o que aumenta o risco para os investidores.

Portanto, os investidores que consideram as ETFs devem avaliar cada investimento de ETF individualmente e não assumir que todas as ETFs são iguais.

Dois tipos de ETFs que representam um risco significativo para as carteiras dos investidores são os fundos alavancados e os fundos alavancados inversamente.

A alavancagem é uma técnica utilizada na indústria financeira para multiplicar os ganhos de investimento utilizando dinheiro emprestado. Se, entretanto, um investimento está gerando perdas, o dinheiro pode ser perdido a uma taxa múltipla devido à quantidade de dinheiro em dívida.

As ETFs alavancadas buscam fornecer múltiplos do desempenho de um índice usando fundos emprestados. Os fundos de alavancagem inversa também usam fundos emprestados para alcançar múltiplos do oposto do movimento de um índice, empregando uma gama de estratégias de investimento como swaps, contratos futuros e outros investimentos derivativos.

Assim, fundos alavancados e fundos de alavancagem inversa podem perder muitas vezes seu valor em um único dia, o que pode, em última instância, levar a perdas significativas para os investidores.

As ETFs que se concentram em setores mais restritos do mercado são conhecidas como ETFs de nicho, que representam riscos que não são normalmente explicados aos investidores.

Alguns dos riscos associados ao investimento em ETFs de Nichos de Mercado incluem:

Fechamento - Os ETFs de nicho raramente atraem capital suficiente para torná-los rentáveis para suas manjedouras, e são muitas vezes fechados por causa disso. Como resultado, os investidores podem incorrer em perdas ou desenvolver obrigações fiscais sobre quaisquer ganhos.

Illiquidez - Uma vez que os ETFs de nicho são pouco comercializados, eles são ilíquidos. Consequentemente, eles são mais vulneráveis à volatilidade dos preços e à manipulação do mercado.

Superconcentração - Os corretores de ETF de nicho estão impulsionando investimentos especulativos baseados em tendências quentes. Esta estratégia de investimento aliada a um foco em setores de mercado mais estreitos resultará em uma carteira sub-diversificada para os investidores. Os ETFs de nicho devem ser limitados a uma parte de uma carteira de ETF bem diversificada, mas somente após um investidor ter sido qualificado.

Taxas - Os ETFs de nicho geralmente têm custos ocultos, como um diferencial entre o preço de compra e o preço de venda, assim como uma comissão pela transação.

Há várias medidas que os investidores podem tomar para se protegerem contra os riscos associados ao investimento em ETFs.

Ao ler o prospecto, os investidores obterão informações detalhadas relacionadas aos objetivos de investimento de uma ETF, estratégias de investimento, riscos e custos. O sistema EDGAR da Securities and Exchange Commission (SEC), assim como os mecanismos de busca on-line, podem ajudar a localizar um prospecto específico da ETF.

Os prospectos também estão disponíveis nos sites das empresas financeiras que emitem uma determinada ETF, bem como através da corretora de valores que oferece a ETF.

Os investidores também devem considerar a possibilidade de buscar o conselho de um profissional de investimento que leve em consideração os objetivos de investimento de cada cliente individual e a tolerância ao risco.

O profissional de investimento deve compreender a complexidade do produto, ser capaz de explicar se ou como ele atende aos objetivos do investidor, e estar disposto a monitorar ativamente o investimento.

Além disso, os investidores devem considerar o seguinte antes de tomar uma decisão de investimento:

O objetivo declarado pode ser confiar em uma estratégia de risco - Entender as técnicas que a ETF utiliza para atingir seus objetivos ajudará a evitar uma série de riscos.

Por exemplo, realizar vendas curtas e utilizar swaps, contratos futuros e outros derivativos pode expor a ETF, e os investidores da ETF, a perdas significativas.

O problema de comprar e segurar - Embora possa haver estratégias de negociação e hedging que justifiquem segurar ETFs alavancados e alavancados inversamente por mais de um dia, os investidores que compram e seguram com um horizonte de tempo intermediário ou de longo prazo devem considerar cuidadosamente se esses ETFs são apropriados para sua carteira.

Como os ETFs alavancados "reiniciam" todos os dias, o que significa que são projetados para atingir seus objetivos declarados diariamente, é possível sofrer perdas significativas mesmo que o desempenho de longo prazo do índice tenha mostrado um ganho.

Riscos que ameaçam o objetivo diário declarado da ETF - Há sempre o risco de que nem toda ETF alavancada ou alavancada inversa atinja seu objetivo declarado em um determinado dia de negociação.

A compreensão do impacto negativo que uma ETF poderia ter sobre os retornos, ao mesmo tempo em que considera metas e tolerância ao risco, ajudará a otimizar o desempenho da carteira.

Verificar os custos - ETFs alavancadas ou alavancadas inversamente podem ser mais caras do que as ETFs tradicionais. Os investidores podem usar o Analisador de Fundos FINRA para estimar o impacto das taxas e despesas em um investimento. O Calculador de Custos de Fundos Mútuos da SEC também pode ajudar a estimar e comparar os custos dos fundos próprios.

Entenda as conseqüências fiscais - ETFs alavancadas ou alavancadas inversamente podem ser menos eficientes do que ETFs tradicionais porque as reinicializações diárias podem fazer com que as ETFs realizem ganhos de capital significativos a curto prazo que podem não ser compensados por uma perda.

Antes de investir, seria melhor consultar um consultor fiscal sobre as conseqüências de investir em ETFs alavancadas ou com alavancagem inversa.

O mais importante dos direitos dos investidores é o direito de ser informado! Este artigo sobre fundos negociados em bolsa é do escritório de advocacia Robert Wayne Pearce, P.A., localizado em Boca Raton, Flórida.

Por mais de 40 anos, o Advogado Pearce tentou, arbitrou e mediou centenas de disputas envolvendo títulos complexos, commodities e questões de direito de investimento.

Os advogados de nosso escritório de advocacia são dedicados a proteger os direitos dos investidores em todos os Estados Unidos e internacionalmente!

Por favor, visite nosso blog, poste um comentário, ligue 800-732-2889 ou envie um e-mail para o Sr. Pearce no endereço pearce@rwpearce.com para respostas a qualquer uma de suas perguntas sobre perdas que possa ter sofrido em fundos negociados em bolsa e/ou qualquer assunto relacionado.

Foto do autor

Robert Wayne Pearce

Robert Wayne Pearce, do The Law Offices of Robert Wayne Pearce, P.A. é advogado de julgamento há mais de 40 anos e ajudou a recuperar mais de US$ 160 milhões de dólares para seus clientes. Durante esse tempo, ele desenvolveu uma respeitada e altamente realizada carreira jurídica representando investidores e corretores em disputas uns com os outros e com o governo e reguladores da indústria. Para falar com o advogado Pearce, ligue para (800) 732-2889 ou Contate-nos online para uma CONSULTA INICIAL GRATUITA com o advogado Pearce sobre seu caso.

Avalie este posto

1 estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
Carregando...